No quarto post de blog da série especial que mostra a presença e a importância das mulheres na Comunidade Inkiri, contamos a história de Juliana Faber, a Juli!

Foto da Juliana Faber dentro do Rio Piracanga
Foto: Gustavo Pains

Filha de agricultores, Juliana Faber sentiu ainda criança os danos que os agrotóxicos causam para a Terra e para os seres humanos. Tornou-se ativista ecológica cedo e, aos 17 anos, iniciou seus trabalhos com educação ambiental. Começou a viver em comunidade aos 19. Passou por diversas formações até que, há sete anos, a convite de Angelina Ataíde (idealizadora e fundadora da Comunidade Inkiri) conheceu Inkiri Piracanga. A partir daí, uma forte conexão com as águas se restabeleceu.

Com capacitação em Agricultura Ecológica, Fitoterapia, Fitocosméticos e Paisagismo Integrado à Preservação Ambiental, após começar a viver em comunidade, Juli, como é conhecida em Inkiri Piracanga, escolheu a simplicidade como estilo de vida. E, trilhando este caminho, se encontrou com a Permacultura.

Aprofundando neste universo, começou a facilitar cursos e vivencias sobre produtos biodegradáveis, plantas medicinais e alimentícias, ecologia doméstica, alimentação integral e ecológica, corantes naturais, rebocos e tintas naturais, alfabetização ecológica, manejo sustentável da água, autocuidado e amor próprio.

Juli facilitando curso no Templo das Águas
Foto: Vini Teles

No caminho do autoconhecimento, Juli vem mergulhando profundamente tanto nas águas internas quanto nas externas passando por transformações pessoais e promovendo outras, inclusive coletivas: foi ela que, um dia, sonhou com a Plante! Inkiri e com o Templo das Águas. Uma marca de produtos biodegradáveis e um espaço de Inkiri Piracanga que, materializados, contam com a sua coordenação.

Na verdade, com sua energia feminina Juli faz muito mais que coordenar. Ela sustenta todo um núcleo de soluções ecológicas focado no fechamento dos ciclos naturais, na conexão com a terra, jardinagem produtiva, saúde e bem-estar, e fitoterapia, além do feitio de produtos biodegradáveis para o corpo e a casa. E faz tão bem que se tornou a referência em cuidados com a saúde na Comunidade Inkiri.

“De lá para cá, minha maior dedicação tem sido ser mãe de Kalú Terra (criança que conheceu e passou a cuidar como mãe depois que chegou a Inkiri Piracanga) e sensibilizar as pessoas para o contato com a Natureza”, conta. No Centro Inkiri, ela também faz isso por meio de vivências e cursos como Cura pela Natureza, Viva Simples, Guia Prático do Ser Humano Ecológico, Feitio de Biodegradáveis, Conexão com as Plantas e Meditação das Águas (clique aqui e aproveite para conferir os próximos cursos da Escola da Natureza).

“A água tem sido o fio condutor do caminho. Pelo estudo e a pesquisa da subjetividade da água, vou descobrindo suas diferentes nuances, sua estrutura, sua alcalinidade, seu poder de irradiar informações, sua memória. E vou utilizando, no cotidiano, seu poder de cura dos sentimentos e das emoções. Vou levando esse olhar e essa subjetividade da água para o mundo”.

Foto de Juli com Kalú no colo

E é assim, com a sutileza feminina, de mulher e mãe, que Juli nos lembra diariamente que nosso corpo é composto por mais de 70% de água, em movimento e fluxo constantes. Dedicada à sustentabilidade e ao propósito de facilitar essa conexão com a natureza, que ela nos inspira pelo exemplo, ao transformar as palavras e o entusiasmo em ações que fortalecem a cultura regenerativa do Planeta Terra.

Juli também desenvolve um projeto pessoal de ECO-coaching chamado Somos Água. Para conhecer, clique para acessar o site e o Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.