Edgard Gouveia Jr. é arquiteto e urbanista pós-graduado em jogos cooperativos. Dedica sua trajetória a mobilizar crianças, jovens e adultos com jogos virtuais, gincanas e ações coletivas que desembocam em pequenas revoluções comunitárias.

Entre uma ação e outra com os jovens da Universidade Viva Inkiri e os participantes da formação Gaia Inkiri Piracanga, Edgard conversou com a gente sobre esse trabalho de transformação de comunidades que, no fundo, também promove o resgate do ser humano.

Quando criança, ele tinha um sonho: o que fazer para a humanidade ser humanidade? Hoje, facilita trabalhos do Brasil a Taiwan, passando pela Alemanha. O foco está na juventude e os métodos que utiliza passam pelo envolvimento das comunidades para gerar impacto positivo no meio ambiente, tanto urbano quanto rural.

“Estamos em um momento em que temos que lidar com situações que o governo, as empresas, as escolas, as universidades não sabem… Como cuidar do planeta, como fazer essa transição?”, afirma.

Edgard explica que o universo dos jogos oferece essa possibilidade: “Muito mais do que games, crio brincadeiras, jogos, vivencias, jornadas divertidas para fazermos as mudanças que temos que fazer. Algo aconteceu e quase tudo na sociedade foi colocado em caixas. Até os relacionamentos, os afetos. No brincar não foi mexido. O ser humano, adulto, no brincar, se solta. O game cria um ambiente seguro”.

De acordo com o facilitador, com as brincadeiras, os desafios se tornam um convite gostoso. Que abre as portas para um mundo desconhecido e criativo, que atrai e estimula o ser humano a trazer de volta a sua melhor versão.

 

Assista e se inscreva no nosso Canal do Youtube!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.