Todos já sabem que a alimentação é um pilar essencial para a boa saúde. Mas ela não precisa ser só isso. E se formos um pouco além e olharmos para o ato de nos alimentarmos como uma oportunidade de empoderamento pessoal? Thomas Morus, o maior humanista do Renascimento, foi assertivo em sua declaração:Alimentação - prato de comida

 “Qualquer mudança começa pela comida. Vamos comer alimentos locais, orgânicos, sazonais e deliciosos. Vamos lidar com os alimentos com as nossas próprias mãos, e não deixar a sua produção apenas nas mãos das corporações.” (Thomas Morus)

Está na hora de assumir o controle sobre as nossas vidas e tomar consciência sobre o que de fato estamos ingerindo. De onde vem o alimento que está no meu prato? O que tinha na terra da sua matéria-prima? Quem são as pessoas que participaram do seu processo de produção? Como ele foi transportado até chegar aqui?

Estamos cada vez mais desconectados do que nos faz bem, seja nos aspectos alimentares ou em outras áreas da vida. A conexão com nós mesmos está diretamente ligada à conexão que temos com a alimentação. Então, quando você se conecta mais com a sua alimentação você automaticamente também está se empoderando e promovendo uma mudança na sua vida.

Se você é do tipo de pessoa que deseja se alimentar melhor, mas acredita que não tem tempo para isso, não se preocupe. Você pode se empoderar das suas escolhas identificando onde você coloca o seu dinheiro. Ele vai para alimentos puros e produzidos com vida ou em produtos alimentícios que passaram por uma transformação tão grande que nem conservam mais suas propriedades?

Se você é do tipo de pessoa que está disposta a investir, além de dinheiro, também tempo na sua alimentação, incrível! Existe um vasto universo para você desvendar e ampliar os seus conhecimentos sobre os alimentos que consome. Aproveite para se debruçar, planejar, conhecer e comprar de produtores que compartilhem de seus valores, e assim transformar a sua alimentação em uma poderosa ferramenta de transformação.

Empodere-se

Empoderar-se da sua alimentação vai além de você, indivíduo. Você já parou para pensar que a forma como produzimos alimentos hoje talvez seja um dos maiores impactos no planeta? O que aconteceria se as pessoas tomassem consciência disso e resolvessem mudar alguns hábitos? Seria uma revolução muito grande. Esse poder está nas nossas mãos!

Escolher comprar uma fruta inteira ou uma fruta picada e embalada em isopor com plástico pode parecer uma escolha simples, mas é uma ação que gera muitas consequências. Nesse caso, optar pelo produto que usa plástico é fomentar a fabricação e o uso de um material não-biodegradável, que polui o meio ambiente. Essa mesma lógica pode ser aplicada na compra de um produto embalado com isopor comum, que ainda é muito utilizado na comercialização de alimentos, principalmente no delivery, mas é um material de alto impacto ambiental.

Ao praticar esse olhar mais crítico, estaremos cada vez mais aptos a fazer escolhas conscientes. Quando abrir essa porta, você vai perceber que cresce cada vez mais o número de pessoas e produtores que também estão buscando criar e utilizar alimentos nutritivos e de pouco impacto ambiental. Tente fugir dos pesticidas e da monocultura, que é movimentada por interesses de curto prazo. Conecte-se com essas pessoas, que também valorizam a saúde da terra e do ser humano. Conecte-se com a vida e empodere-se!

Um exercício para ajudar você nesta direção:

  • Escolha uma refeição: Escolha uma refeição em que você possa tomar um tempo para você mesmo, sem pressa. 
  • Faça uma auto-observação: Antes de se alimentar, sente-se e respire. Feche os seus olhos e se observe. Observe a sua fome, o seu estômago.
  •  Faça o seu prato: Monte o seu próprio prato. Aproveite essa oportunidade para escolher os seus alimentos e a quantidade. Comece a se conectar com aquilo que irá te nutrir. 
  • Conecte-se com os alimentos: Sente-se e olhe para o prato a sua frente. Conecte-se com a comida. Observe cada alimento que compõe a sua refeição e analise o motivo das suas escolhas. 
  • Identifique a origem dos alimentos: Pense na origem dos alimentos. Tente imaginar por quais mãos esses alimentos passaram antes de chegar até você. Tente imaginar a terra onde eles foram semeados e cresceram até o momento da colheita. Como eram as suas sementes? Quais eram as plantas vizinhas? Como eles foram transportados e armazenados? Quem os preparou na cozinha? 
  • Agradeça: Agradeça por essa cadeia de vida que possibilitou que esses alimentos chegassem até o seu prato. Agradeça a você mesmo por escolher se alimentar com mais consciência. E se você sentir que algumas escolhas poderiam ter sido mais conscientes, não se julgue. Reconheça o valor de tudo o que já consegue fazer e agradeça por estar percebendo algo que pode ser feito ainda melhor.

Quanto mais você olhar para a sua alimentação e conectar-se com ela, maior será o seu conhecimento e a sua capacidade de fazer boas escolhas. Não desperdice essa oportunidade. Todos nós podemos nos empoderar através da alimentação e transformar o nosso mundo.


Alimentação - YuYu Stávale é geógrafa de formação, viajou por todo o Brasil, e disso nasceu sua admiração pela história das pessoas, pela transformação na vida de tanta gente. É self professional coach formada pelo Instituto Brasileiro de Coach, atuando em questões pessoais, de saúde e de propósito de vida. Tem ênfase na alimentação consciente e vida saudável, de modo a trazer a importância do equilíbrio e alimentação para a vida e a saúde dos clientes. Autodidata na cozinha, amante e experimentadora da culinária saudável, consciente, vegana, intuitiva e viva. Integra também no seu trabalho culinário conhecimentos da gastronomia tradicional, alimentação viva e da Ayurveda, sendo guiada pela alimentação intuitiva, através da sabedoria da consciência corporal. Comunicadora da consciência amorosa através do alimento e hábitos saudáveis, plantadora de sementes do bem.