Atendimentos de diversas terapias holísticas aconteceram no Espaço Cultural de Inkiri Piracanga

Uma verdadeira egrégora de cura e paz tomou conta do Espaço Cultural de Inkiri Piracanga no dia 6 de maio. O local sediou a primeira edição do Dia de Saúde e do Silêncio – evento que reuniu diversos terapeutas e praticantes para brindar visitantes e moradores com uma tarde de sessões e atendimentos gratuitos. O objetivo principal da ação foi inspirar e demonstrar às pessoas a importância do autocuidado.

Do Reiki às massagens Ayurvedica, Thai, relaxante e terapêutica, passando pela Leitura da Aura Beija-Flor com o tema “saúde”, à prática de Barras de Access e a terapia craniossacral, até chegar à prática do silêncio. Nas três horas de duração do evento, cerca de 40 pessoas receberam, em média, três tipos diferentes de terapias, num total aproximado de 120 atendimentos.

Cerca de 40 pessoas receberam, em média, três tipos diferentes de terapias

“Foi possível ver o quanto uma ação como essa toca o coração de cada um e quanto é simples! Hoje a gente tem essa ideia de ter que esperar estar doente para buscar fazer alguma coisa pela gente, enquanto esses serviços terapêuticos holísticos, como a massagem ou o Reiki, são vistos apenas como um extra, como algo a mais, quase como um luxo”, afirma a massagista Liz Doherty, idealizadora do evento em Inkiri Piracanga.

Em 2017, ela participou, em Alto Paraíso, do Dia da Saúde realizado pelo Movimento Awaken LOVE, no Ashram do líder humanitário e mestre espiritual Sri Prem Baba. A atividade contou com muitos terapeutas, médicos, enfermeiros e nutricionistas, todos reunidos em doação total de seus dons e talentos às pessoas, a serviço da saúde, da cura e da prevenção. A partir desta inspiração, Liz decidiu trazer a iniciativa para Inkiri Piracanga. Com apoio da Plante! Inkiri, as portas foram abertas para reunir terapeutas e praticantes neste dia de doação.

Terapias como alimento para a alma

Participantes passaram por rodada de Leitura da Aura com o tema “saúde”

“Conseguimos criar um ambiente de muita cura e de muita luz. Sai superleve e cheia de amor. Tenho percebido na minha vida o quanto isso é alimento para a alma”, celebra Liz.

“Muitas vezes usamos essas terapias holísticas para curar alguma coisa, mas, na verdade, isso deveria fazer parte das rotinas das pessoas. Como a gente alimenta o corpo para ter energia, como a gente medita, faz yoga, receber o toque, receber energias de cura também deveria fazer parte do dia a dia, sem esperar ficar doente”, defende a massagista.

Para o terapeuta Carlos den Heuvel, que aplicou a terapia craniossacral, o momento foi uma linda oportunidade para presentear as pessoas com alguns minutos de atenção. As sessões oferecidas neste dia duraram em média 15 minutos. “Como terapeutas, pudemos brindar as pessoas com o cuidado. Assim, o que fizemos foi plantar uma semente em cada uma delas sobre a importância de cuidar-se”, frisa.

O campo energético do silêncio

A prática do silêncio contribuiu para fortalecer o campo energético de cura criado durante o evento

O evento, ocorrido no dia 6, também marcou o Dia do Silêncio, celebrado no dia 7. A prática contribuiu para fortalecer o campo energético de cura. O clima de calma e tranquilidade permeou o ambiente. “Foi muito interessante porque os próprios visitantes perceberam a importância do silêncio naquele momento”, afirma Gabriela Takaki, membro da organização. “As pessoas iam chegando e, enquanto esperavam para serem atendidas, sentavam para meditar. Isso fortaleceu muito a energia do ambiente”, comemora.

A prática do silêncio também deu abertura à campanha #Apenas1Minuto em Inkiri Piracanga. A campanha do Movimento Awaken LOVE tem o intuito de propagar a prática do Minuto de Silêncio durante o dia a dia.

Para Juliana Faber, membro da Comunidade Inkiri e raiz da Plante! Inkiri, o resultado positivo e a grande adesão na primeira edição do Dia da Saúde já motivaram a realização de próximos eventos. “Já estamos conversando com os terapeutas para realizar o Dia da Saúde pelo menos uma vez a cada dois meses. A ideia também é ir além dos nossos limites físicos e possibilitar que moradores da nossa região venham até Inkiri Piracanga aproveitar esse dia com a gente”, planeja Juli.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *