Parar, respirar e transformar. Estas três palavras definem o que vem acontecendo com Luísa Cristine Fritzen Amorim. A mineira de Belo Horizonte, que trabalhava no ramo imobiliário, queria dar uma pausa e viver sua primeira experiência em comunidade. Luísa procurava um lugar onde pudesse vivenciar um alinhamento espiritual que fosse além de retiros de pequena duração e encontrou o programa de imersão da Escola de Renascimento Inkiri.

“Para mim, as coisas ao meu redor já não faziam mais sentido. Então, sai em busca de uma experiência em comunidade, algo que pudesse durar um pouco mais de tempo e que fosse uma oportunidade de encontrar algum alinhamento espiritual. O mais engraçado é que eu nunca tinha ouvido falar em Renascimento e nunca tinha passado por nada relacionado à expansão de consciência, nem yoga, nem meditação, nem nada! E eu ainda duvidava de que alguma coisa pudesse acontecer comigo. Agora, estou vendo a minha vida mudar”.

O Renascimento é uma terapia baseada na técnica de respiração circular que permite uma experiência de reconexão consigo mesmo. O programa de imersão escolhido por Luísa tem duração de 11 semanas e é estruturado como um curso de formação a partir de três pilares:

  • o processo de autoconhecimento;
  • a aprendizagem e aprofundamento da técnica;
  • e o reencontro com os elementos Terra, Fogo, Água, Ar e Amor – grandes transmutadores energéticos e fortes aliados na cura.

Luísa afirma que o programa de imersão tem sido para ela um momento para se transformar, para se sentir e se tornar uma pessoa melhor, além de enxergar possibilidades de se fazer o melhor para o mundo. Segundo ela, os dois caminhos essenciais para essa transformação são: a prática do Renascimento e a experiência de vida em comunidade.

SEMEANDO O PRESENTE

A técnica do Renascimento, a vida em comunidade e o contato com a natureza têm possibilitado mudanças reais e efetivas na vida de Luísa. “Eu era muito para fora, muito explosiva. Agora, consigo olhar para dentro, me permito parar e consigo sentir uma forte conexão com o momento presente”, destaca.

Ela diz estar apaixonada pela vida em comunidade. Na imersão, ela divide uma casa com 14 pessoas de diversas partes do Brasil e também de outros países, como Chile e Alemanha.

“Estou adorando a vida em comunidade. Convivo com pessoas diferentes, de idades diferentes, mas com o mesmo propósito. O grupo vive junto e se apoia, mesmo com cada um de nós vivendo o seu próprio processo”. 

Para ela, a experiência no programa de imersão tem mostrado que as mudanças em sua vida apenas começaram. “Vejo muitas mudanças. Está claro que o meu modo de ver a já vida mudou. Eu também vejo a prática da respiração enraizada no meu dia a dia e já me vejo como uma futura renascedora”, completa. “A imersão está sendo para mim um momento de reconstrução de paradigmas e estou colhendo esse propósito”.

RESPIRAÇÃO E A SINTONIA COM A VIDA

Luísa conta que conheceu Inkiri Piracanga a partir de uma indicação e confessa que inicialmente não deu muita bola. “Nem dei muita atenção, mas quando li sobre a Escola de Renascimento, aconteceu um despertar, um chamado”, recorda. Ela embarcou rumo ao sul da Bahia para se maravilhar com a técnica do Renascimento.

Além de ter toda uma estrutura de curso, com aulas combinadas com prática da técnica e até com retiros, o programa de imersão é uma grande oportunidade de curar traumas. “É como eu disse: duvidava que iria acontecer comigo, mas aconteceu. Durante as respirações, que são práticas constantes no programa, comecei a ter memórias e estou passando por um verdadeiro processo de cura. Em uma das memórias, cheguei a me ver ainda pequena no colo do meu pai”, diz.

Permitir-se também é outra chave encontrada por Luísa para tornar a experiência de vida intensa. “É tudo muito novo! Eu nunca tinha passado por nada parecido e estou me permitindo viver tudo isso! Vejo que muitas das coisas que eu fazia no meu dia a dia já não fazem mais sentido. Agora, independente do lugar onde eu estiver vivendo, já vejo uma nova vida. Quero viver em sintonia”, conclui.


> CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE A TEMPORADA DE IMERSÕES DE AGOSTO


2 comments to “Renascer em comunidade: respirar uma nova vida

  1. Que emoção ler um depoimento como este em que a vida de um SER se transforma para melhor!
    Parabéns, Luísa, por se permitir este aprendizado engrandecedor.
    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *