Crianças da Escola Inkiri durante a prática do Minuto de Silêncio no início de uma das atividades

Apenas um minuto de silêncio e tudo pode mudar. Das células do cérebro, às reações do nosso corpo, às relações com as outras pessoas, nossas escolhas do dia a dia e até o nosso modo de ver o mundo. Essa é a proposta da Oficina do Minuto de Silêncio, uma prática educacional muito poderosa que pode gerar mudanças de vida e potencializar os processos de ensino-aprendizado de educadores e alunos de todas as idades.

A prática é inspirada nos ensinamentos do líder humanitário e mestre espiritual Sri Prem Baba e pela ONG Awaken Love Action e vem sendo propagada pelos educadores da Escola Inkiri como parte de um convênio com a prefeitura de Maraú e unidades da rede pública de ensino da região.

Na oficina, temas que parecem ser estudados só por cientistas, como a relação entre neuroplasticidade cerebral e a nossa capacidade de concentração e foco, são ensinados e aplicados de modo muito simples.

“A oficina abre uma janela para o educador ver que o silêncio está intimamente ligado com a forma que estamos condicionados para reagir a diversas situações de nossas vidas”, explica a educadora da Escola Inkiri e membro da Comunidade Inkiri, Karina Clark. “De uma maneira muito simples, os educadores passam a ter a noção sobre como o silêncio afeta diretamente os nossos caminhos neurais”, completa.

Novas possibilidades de escolhas

Durante a oficina, são tratados conceitos como:

  • A agressividade, de onde ela vem e o lugar específico em que ela se aloja em nós;
  • A plasticidade neural, a divisão, organização e funcionamento do cérebro humano;
  • Como o silêncio afeta todo esse universo complexo que é o nosso sistema neural;
  • Os diferentes caminhos que podem alterar a nossa forma de reagir;
  • e os condicionamentos que foram moldados em nós até os nossos sete anos de idade.

De modo prático, fazer um minuto de silêncio algumas vezes por dia vai abrindo espaços de clareza mental, lacunas que nos permitem escolher de um jeito menos influenciado por fatores externos ou pelas nossas emoções, diferenciando assim a ação consciente da reação inconsciente.

“A partir da prática do silêncio, podemos escolher diferente”, diz Karina. “Então, se você pratica o silêncio, você vai começando a abrir novas possibilidades para começar a fazer diferente em sua vida.”

O próprio Sri Prem Baba explica: 

“Às vezes, somente alguns segundos em silêncio podem transformar o seu dia, alquimizando completamente o seu estado mental e fazendo com que você retorne ao centro.”

Exemplos a serem seguidos pelas crianças

Educadores da Prefeitura de Maraú participam da Oficina do Silêncio na Escola Inkiri

Na oficina, os educadores são apresentados à prática do Minuto de Silêncio. Eles aprendem primeiramente a praticar para depois irem trazendo aos poucos esse conceito para o dia a dia e também irem inserindo a prática com os seus alunos, em conjunto.

“Tudo com as crianças é a partir do exemplo, ou seja, você precisa fazer aquilo. Você não consegue vender um pacote para a criança sendo que você não pratica o que está oferecendo para elas no seu dia a dia. Desta forma elas não acreditam. Assim, o educador também deve praticar junto com a criança”, defende Karina. “É tudo muito tranquilo, muito suave, abrindo espaço verdadeiramente para o silêncio. E isso vira uma prática muito gostosa na vida da gente”, afirma a educadora.

Alguns benefícios são notados tanto para educadores quanto para os alunos, como o aumento da concentração e do foco. Segundo Prem Baba, essa também é uma verdadeira experiência de autoconhecimento:

“Ao meu ver, o cultivo do silêncio é a base que permite que você identifique aquilo que está atrapalhando o seu desenvolvimento e precisa ser transformado dentro de você, ou ainda, o agente que te possibilita se aprofundar ainda mais na sua luz. Ele é seu aliado no desenvolvimento do foco e da concentração tão necessárias tanto na cura dos processos de autotransformação, quanto na percepção do seu eu real”, explica o mestre espiritual.

Parceria com a rede pública de ensino

Primeiramente, educadores foram apresentados à prática

No início de abril de 2018, a Escola Inkiri ofereceu a Oficina do Minuto de Silêncio aos educadores da unidade de ensino do povoado do Caubi. A ação integra a parceria da escola com a prefeitura de Maraú e que permite uma troca de saberes, aprendizagens e tecnologias focadas na área da Educação.

A oficina foi a primeira, mas a proposta, de acordo com os educadores da Escola Inkiri e do Instituto Inkiri, é replicar essa e muitas outras iniciativas para escolas públicas da região, tanto para crianças quanto aos educadores.

O Instituto Inkiri vem implementando ações para fortalecer seus vínculos e contribuições sócio-ambientais e educacionais junto à comunidade local da Península de Maraú. Na Educação, já foram ministradas palestras e encontros, além da abertura das portas para alunos da região passarem um dia na Escola Inkiri, que é reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação) como uma das mais inovadoras do país.


2 comments to “Oficina do Silêncio | Um minuto para mudar o mundo

  1. Bom dia! Já pensaram em expandir a prática? Estes conhecimentos fundamentais precisam ser compartilhados. Moro no RJ e como professora da rede estadual desta cidade extremamente violenta, esta rotina de harmonia, seria um benefício necessário e urgente.

    1. Olá, Denise! Simmm! Nosso propósito como Instituto Inkiri é exatamente esse! Conseguir propagar as ideias que estão dando certo por aqui pelo mundo. No nosso caso, começamos desta maneira, através da parceria com a Secretaria da Educação do município em que estamos inseridos, com os educadores da nossa comunidade local. Esse já é um passo além das nossas limitações físicas. Esperamos que essa prática te inspire a realizar iniciativas como essa por aí! Gratidão pelo seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *