– Aceita Inkiri$?

– Sim! É claro!

O diálogo já faz parte da rotina dos moradores, trabalhadores e visitantes de Inkiri Piracanga. Implantada no segundo semestre de 2016, a moeda Inkiri surgiu com as propostas de:

  • Ampliar as possibilidades de troca na economia local,
  • Valorizar os dons e talentos individuais e coletivos,
  • Reforçar as relações humanas e os laços comunitários,
  • Estimular a circulação da energia de criação de novos projetos.

O modelo de funcionamento de nossa moeda local segue em constante transformação, buscando ressignificar as nossas relações com o dinheiro, retomá-lo como um símbolo de gratidão e de energia de criação, gerando verdadeira abundância e aproximando as pessoas.

As moedas locais, ou comunitárias, – como é o caso dos Inkiri$ – funcionam como uma moeda complementar ao Real e só têm valor dentro de uma rede específica. Mas usá-las no dia a dia é incentivar e contribuir para o desenvolvimento local e a realização de sonhos coletivos.

Em sua segunda fase de implementação e expansão, os Inkiri$ passaram a ser aceitos por parceiros locais, como as feiras que atendem a ecovila três vezes por semana, e já começam a ser utilizados por alguns estabelecimentos comerciais de Itacaré. A moeda Inkiri teve a intenção de nascer limpa de programas como escassez, manipulação, poder e acúmulo. Por isso, é natural que circule com mais fluidez e liberdade entre as pessoas, segundo Diego Wawrzeniak, um dos idealizadores da moeda e raiz da Casa Inkiri, projeto que cuida da gestão da nossa economia comunitária.

“Como comunidade, temos capacidade para criar o nosso próprio instrumento de troca e ressignificar as nossas conexões com o dinheiro. Assim, a moeda Inkiri não carrega o peso de conceitos deturpados e surgiu exatamente para ser mais leve e para circular entre as pessoas sem se tornar uma energia estagnada”, explicou Diego. “Isso permite mais acesso aos serviços e produtos gerados dentro da própria rede comunitária”.

Uma economia mais sustentável em andamento

A Moeda Inkiri começou por alguns meses a ser introduzida no mercado local com uma pequena quantidade do pagamento dos apoiadores dos Projetos Inkiri sendo feita na moeda, e agora já se consolidou para uma fase em que todos receberem 100% em Inkiri$ (ik$). Os apoiadores podem tanto sacar os Inkiri$ em espécie e utilizar nas compras locais, como pedir transferência para os seus bancos pessoais para gastos que sejam necessários no mercado externo.

Com cada vez menos Reais em circulação em Inkiri Piracanga, aumenta também a segurança para moradores e visitantes. “Casos de furto e roubo perdem o sentido já que a moeda circulante só é válida na rede e é vista como um ‘dinheiro de brinquedo’ para quem não participa da economia local”, afirmou Diego.

Diego Wawrzeniak, da Casa Inkiri, explica o conceito da moeda durante roda de conversa

Nesta nova fase, a Casa Inkiri realizou rodas de conversa sobre a moeda. Os envolvidos retiram dúvidas, levantam novos questionamentos e aproximam o debate com a comunidade com o intuito de sanar possíveis dificuldades e fortalecer os Inkiri$ como a moeda comunitária.

“Estamos aprendendo juntos a construir uma rede de integrações financeiras que movimenta nossa própria economia e que beneficia todo o coletivo. Para isso, fazemos muitos testes”, disse Diego. “A ideia por trás disso tudo é formar e fortalecer a demanda local. E quando digo fortalecer, não digo crescer. O crescimento econômico nem sempre está associado ao desenvolvimento. O que buscamos com a moeda Inkiri é intensificar as relações humanas, com mais harmonia, equilíbrio e simplicidade”, completou.

Para existir, o Inkiri conta com um lastro (uma reserva em Reais) que corresponde a 100% do valor dos Inkiris em circulação. Isso garante a credibilidade e a sustentabilidade financeira da moeda.

As notas de Inkiri representam os pilares e valores da comunidade. A proposta é fazer que os conceitos circulem pelas mãos de todos e sejam perpetuados

Visitantes também podem usar

Para quem vem visitar a Comunidade para algum curso, retiro, programa de imersão ou para conhecer os projetos, a expansão dos Inkiri$ também trouxe mais uma facilidade: poder sacar dinheiro por aqui. Como estamos à pelo menos 1 hora de distância do caixa eletrônico mais próximo, ter que trazer dinheiro em espécie ou cheques para cá era uma prática, mas agora a realidade já é outra. Os visitantes vão direto na recepção, e pagando com um boleto ou cheque, sacam seus inkiri$ rapidinho. Isso facilitou muito a vida de quem vem para cá.

Próxima matéria sobre a Moeda Inkiri é sobre a simbologia por trás dos Inkiri$

  • Como foi concebida a moeda (encontros, ideias, intenções, energização)
  • O processo criativo em ação
  • As cores dos chakras, seus significados e aplicações nas notas de Inkiri$
  • Os pilares inkiris manifestados no nosso dinheiro
  • Os símbolos dos valores do Awaken Love escondidos nas notas
  • As frases que trazem significado para cada nota
  • O por quê das notas serem na orientação vertical
  • O efeito espelho nas notas – o dar e o receber no momento da troca
  • A nota especial – Ik$100 – o que significa?
  • O tipo de papel usado na impressão