Por Maxi Fassi

“Eu sou Maximo, diretor do Gran Circo Vagalume. Quando tinha apenas 12 anos, me lembro de subir em um trapézio pela primeira vez e sentir uma enorme facilidade para voar e pular. Tanta facilidade que fiquei surpreso! Desde aquele dia, comecei a sonhar em ter uma estrutura de trapézio para voar sempre que quisesse. Mais tarde, aos 19 anos, assisti ao filme ‘Patch Adams’ e reconheci em mim aquela força do palhaço como médico e curador.

Comecei a estudar para ser um palhaço e logo depois passei a atuar em um hospital. Continuei os estudos por mais dois anos pois me encantei com este universo! Indo ao hospital e estudando palhaço, meu mundo de imaginação e criatividade começaram a se expandir.

Tive a oportunidade de estar em uma companhia de circo chamada ‘Quinto Mundo’, na Argentina, minha terra natal, onde eu fazia músicas para o espetáculo e participava de cenas com o palhaço que eu mais adorava.

Aqui em Piracanga, cheguei querendo me esconder do palhaço. Estava em crise, não compreendia por que razão eu era um palhaço, afinal, despertar isso nas pessoas me parecia tão simples. Até que eu assisti a um filme chamado ‘O Palhaço’ e tudo mudou. Identifiquei-me profundamente como palhaço através de uma frase que ouvi no filme, em que o pai dizia para o filho: ‘Neste mundo, cada um tem que fazer o que sente na essência’, e ele continuava: ‘O rato come queijo, a vaca dá leite e eu sou palhaço’. Comecei a chorar. Imediatamente coloquei meu nariz de palhaço e agradeci a Deus por ter plantado a semente do palhaço em meu coração.

Sempre acreditei nos meus sonhos e um deles era criar um ‘circo de luz’. Poucos anos depois, ele se realizaria aqui em Piracanga com o nome de Gran Circo Vagalume. Hoje, é o que mais faz sentido na minha vida. Poder reconhecer as pessoas e despertar a luz que está dentro delas é o sentido deste Circo. Toda vez que fazemos algo no Circo Vagalume, milagres acontecem! A leveza, a alegria, o sorriso e a vontade de viver são milagres que acontecem constantemente, e é assim que gosto de viver minha vida.

Criamos vivências em diferentes ambientes para todos o Retiros de Leitura de Aura, vivências sobre dinheiro, sonhos, cura de relacionamentos, para poder levar diversão e alegria, e para que as pessoas se reconheçam realmente como são, com sorrisos no rosto e sem máscaras. No momento, estamos trabalhando também com o ‘Retiro do Despertar do Palhaço Interior’, que é um outro sonho materializado na minha vida! Este retiro faz magia em poucos dias. Nele, me reconheço como um cirurgião, um médico, por trabalhar com as pessoas e com o coração delas em momentos de tanta entrega.

Minha intenção é ajudar a descobrir formas através das quais as pessoas passem a acreditar em seus sonhos! Eu acredito que podemos ser felizes, podemos rir sem culpa, podemos amar e podemos trabalhar com qualquer coisa, mas sempre com os ingredientes mais importantes: alegria e amor.

Vamos viajar com  o Gran Circo Vagalume e levar este trabalho para todos os lugares, para poder acordar os palhaços que vivem em todos os corações e clamam pelo despertar. Sinto que a minha missão é muito grande e tenho toda força para fazer com que ela aconteça. Em Piracanga, já comecei minha jornada, um passo de cada vez, mas passos muitos firmes.

Que vivam os palhaços, que viva a vida e que viva a alegria!”

Assista ao vídeo do Gran Circo Vagalume clicando aqui.

Para saber mais sobre o Retiro do Despertar do Palhaço Interior, clique aqui.

Despertar do Palhaço_agosto-2


3 comments to “Gran Circo Vagalume, um circo de luz em Piracanga!

  1. Maxi, querido! Quero muito estar em Piracanga no ‘Retiro do Despertar do Palhaço Interior, mas enquanto isto não acontece, você teria um curso de palhaço para me indicar aqui em SP?

    Com amor!
    Zezé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *