07.09.2017 - 10.09.2017

Nosso papel ecológico pode ser definido como dispersor de sementes por esse planeta. Temos a possibilidade de deixar uma herança mais valiosa para as próximas gerações, como florestas de frutas, de medicinas, e de todos os recursos que precisamos para viver.

A proposta desse curso é a reconexão com a floresta e a natureza para a formação de agentes multiplicadores da vida. Com técnicas práticas de reflorestamento e cultivo de alimentos em pequenos espaços, noções básicas de botânica e reconhecimento de espécies nativas, identificação e preparo de PANCs (plantas alimentícias não convencionais). Esse encontro irá proporcionar um relacionamento mais íntimo com o reino vegetal que é a base de toda a vida no planeta, e assim um reencontro do homem com a sua função ecológica de multiplicação e potencialização da vida no planeta.
Teremos 4 dias de atividades entre as noções conceituais e vivências práticas nas agroflorestas de Inkiri Piracanga.

Facilitadores:

Jorge Ferreira é filho de agricultores e foi criado em Parati no sítio São José, onde sempre trabalhou com a terra junto de sua família, priorizando a sustentabilidade e a relação harmoniosa com a natureza. Trabalha com agrofloresta há 15 anos e com forte experiência em planejamentos, implantação e manejo agroflorestal. Jorge é um autodidata e estuda há mais de 10 anos botânica prática, taxonomia, pesquisa de plantas medicinais nativas da mata Atlântica, frutíferas, e plantas alimentícias pancs, no foco gastronômico.

Maíra Sagnori de Mattos é graduada em Ciências Biológicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro, com atuação nas seguintes áreas: educação ambiental, agroecologia e permacultura. Possui experiência em implantação e manejos de agroecossistemas e recuperação de áreas degradadas. Antes de vir para Inkiri Piracanga, atuou em agricultura familiar, junto a cooperativas e associações de agricultores da região periurbana do Rio de Janeiro, e também em comunidade tradicional (caiçaras).
Atualmente, vive na ecovila de Piracanga, na Bahia, e trabalha na Escola da Natureza Inkiri, núcleo que desenvolve alternativas práticas em sustentabilidade e oferece cursos de permacultura e vivência em comunidade.

Para mais informações: reservas@inkiri.com